GARANTIMOS MAIS QUE LOGÍSTICA

Head Office +55 11 5908 4050

Blog MAC Logistic

Governos do Brasil e Argentina discutem avanço bilateral com empresários

18-09-2017

Brasil e Argentina trabalham, juntos, para reduzir as barreiras ao comércio bilateral, ampliar investimentos e facilitar o comércio. Essa foi a avaliação dos governos e dos empresários dos dois países, na primeira reunião do Conselho Empresarial Brasil-Argentina (CEMBRAR), colegiado criado há um ano pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) em parceria com a União Industrial Argentina (UIA).

Para o ministro de Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) do Brasil, Marcos Pereira, o mecanismo criado insere o setor produtivo no diálogo que vem sendo intensificado entre Brasil e Argentina. Ele ressaltou que, nos últimos 16 meses, os avanços foram maiores do que nas duas últimas décadas.

“A convivência entre os dois governos tem sido pela abertura, pelo desenvolvimento e pelo crescimento como não víamos há muitos anos. Nós estamos empenhados para continuar avançando nesta agenda. Queremos uma relação ampla e consistente com o tamanho dos nossos países”, afirmou Pereira.

Parceiro estratégico

“Vejo o futuro dos nossos países como sócios e com abertura de mercado. Para o governo argentino, o Brasil é um sócio estratégico. Às vezes, a opinião pública vê o aumento das importações como catástrofe e a nossa resposta é sempre: o Brasil é um país estratégico”, disse o ministro da Produção da Argentina, Francisco Cabrera.

Neste ano, o comércio brasileiro com os argentinos se reaqueceu, com aumento de 30% das exportações nacionais. As exportações da Argentina para o Brasil cresceram 7%, taxa duas vezes maior do que o crescimento de suas vendas para restante do mundo.

“O CEMBRAR significa o compromisso, de ambos os lados, brasileiro e argentino, de trabalhar em busca do aprofundamento dos laços econômicos e comerciais entre nossos países, por meio da construção de uma agenda conjunta de temas prioritários nas áreas de comércio, investimento e inovação, voltados à melhoria do ambiente de negócios”, diz o diretor de Desenvolvimento Industrial da CNI, Carlos Abijaodi.

Cooperação

No início do ano, durante a presidência Argentina no Mercosul, o bloco assinou o acordo de cooperação e facilitação de investimentos (ACFI), com o objetivo de ampliar o fluxo de capitais e reduzir riscos para investidores. Agora, durante a presidência brasileira – que se encerra em janeiro de 2018 -, os países estão empenhados em fechar o acordo de compras governamentais. Somadas, as compras de governos de Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai chegam a cerca de US$ 250 bilhões.

Na agenda comercial, também houve avanços relevantes. O Brasil conseguiu abrir o mercado de cítricos e o de componentes elétricos de baixa tensão, que estavam praticamente fechados na Argentina. “Não há setores inviáveis na Argentina, vamos trabalhar com vocês”, prometeu Cabrera.

O secretário de Comércio Exterior do Brasil, Abrão Neto, destacou que o Brasil terá com a Argentina o primeiro projeto de integração da ferramenta de facilitação de comércio, o Portal Único. Disse, ainda, que a inclusão do Certificado de Origem Digital no comércio bilateral reduziu em 30% o custo das emissões dos certificados de origem e viu o tempo de emissão cair de um dia para 30 minutos.

Em defesa comercial, os dois países se comprometeram usar meios eletrônicos nas investigações de antidumping, para dar mais transparência. Haverá também um intercâmbio entre start-ups. As brasileiras serão levadas a Buenos Aires e as argentinas conhecerão São Paulo.

CEMBRAR

Também participaram do encontro o embaixador argentino no Brasil, Carlos Magariños, o secretário de Comércio da Argentina, Miguel Braun, o presidente da seção brasileira do CEMBRAR, Ricardo Lima, e o presidente da seção Argentina do CEMBRAR, Adrian Kaufmann.

Fonte: MDIC

Foto: Brazil Modal 

Artigos Relacionados: Tufão atinge navio vindo da China para o Brasil e causa queda de contêineres no mar Acordo com EFTA poderá gerar aumento de US$ 12 bilhões no fluxo de comércio do Brasil em 15 anos Parceria comercial entre Brasil e Japão pode sair ainda este ano Brasil e China concordaram em reforçar intercâmbios Sem OMC, custo das exportações brasileiras aumentaria 120%, diz CNI Portos brasileiros vão crescer 3,5% em 2019 Certificado de origem digital será exigido nas exportações para a Argentina a partir de abril Soluções inovadoras começam a aportar no setor aquaviário brasileiro para auxiliar operações Transporte de longo curso cresce 2,25% e cabotagem 2,98% no Brasil Brasil teria aumento de US$ 10,5 bi com guerra comercial, prevê agência da ONU
Governos do Brasil e Argentina discutem avanço bilateral com empresários

mac-logo-pos

   

       

Conheça o grupo MAC Logistic! Ficaremos honrados em atendê-los e principalmente, apoiar o desenvolvimento dos seus negócios, através de projetos logísticos customizados.

   

OFFICES

    Brazil - Head Office (55 11) 5908-4050

    Florida Office +1 305 436-5141

    Vitória Office (55 27) 2122-1777

   maclogistic@maclogistic.com

CÂMBIO

       

As operações da Mac Logistic são regidas pelas Condições Gerais de Negócios registradas no 8º Cartório Oficial de Registro de Títulos e Documentos e Civil de Pessoa Jurídica da Comarca de São Paulo sob o número 1483284.