GARANTIMOS MAIS QUE LOGÍSTICA

Head Office +55 11 5908 4050

Blog MAC Logistic

Ministério da Infraestrutura pretende dobrar participação de ferrovias

12-08-2019

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, disse, em São Paulo, que o governo pretende praticamente dobrar o percentual de cargas transportadas por trens nos próximos oito anos. “Com o que nós planejamos, a gente tira a participação do modo de transporte ferroviário de 15% para 29% em oito anos”, afirmou durante palestra.

A medida pode impactar positivamente portos, facilitando a chegada e o escoamento das cargas, e o comércio internacional, ao reduzir os custos logísticos das exportações do país.

Tarcísio disse que estão sendo buscadas soluções criativas para contornar a falta de recursos e tirar os projetos do papel. “Nós vamos fazer ativos sem depender de orçamento”, destacou.

Como exemplo, Freitas disse que parte da Ferrovia de Integração do Centro-Oeste, que deverá escoar a produção de grãos da região, deverá ser construída pela mineradora Vale como contrapartida pela renovação do contrato de concessão da Estrada de Ferro Vitória-Minas. “Aquela outorga que você ia pagar para o Tesouro, você vai construir uma ferrovia, vai me entregar o ativo pronto”, enfatizou Freitas.

Relicitação

O ministro comentou ainda que vão ser preparados os modelos de acordo para encerrar os contratos das concessionárias de estradas e aeroportos que enfrentam dificuldades financeiras.

“A gente tem que fechar com o mercado a metodologia para indenizar os investimentos não amortizados. A gente quer estabelecer acordos, e acordo tem que ser bom para todo mundo. Eu tenho que criar os incentivos para aquele concessionário aderir ao acordo”, disse o ministro a respeito da estratégia para romper os contratos antes do fim do prazo de vigência.

Entre as concessionárias com interesse em devolver os ativos, está a administradora do Aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP), e da BR-040, que passa por Goiás, Distrito Federal e Minas Gerais.

Segundo o ministro, as empresas apresentaram problemas pelo modelo de licitação e pelo envolvimento de alguns empreendedores em casos de corrupção descobertos pela Operação Lava Jato. “Nós temos um problemaço para resolver que são aquelas concessões que deram errado. Deram errado por problema de modelagem. Em algum momento, a ideologia substitui a aritmética. Quando isso acontece, as coisas não dão certo”, ressaltou.

A ideia é fazer aditivos nos contratos para manter as rodovias e aeroportos em bom estado e funcionando até que seja possível passar os ativos para outros empreendedores.

Fonte: Agência Brasil via Brazil Modal

Artigos Relacionados: Exportação de grãos irá crescer 40% na próxima década, aponta estudo do ministério Investimento em infraestrutura exige confiabilidade e qualidade técnica, diz general Santos Cruz Participação de produtos importados no consumo do país é a maior desde 2011, diz CNI Exportações para os EUA têm como destaque participação de 66,5% dos produtos manufaturados Ministro afirma que faltam recursos para Infraestrutura e defende concessões Ministério da Infraestrutura avalia privatizar Porto de Santos Governo vai retomar concessões de ferrovias e oferecerá três até 2020 Setor portuário pretende negociar planos com novo governo Projeto estabelece modelo de exploração privada para incentivar construção de ferrovias Porto terá investimentos de R$ 50 mi em ferrovias neste ano
exportacoes logistica ferrovias brasil cargas Infraestrutura ComércioExterior BlogdaMac MacLogistic

mac-logo-pos

   

       

Conheça o grupo MAC Logistic! Ficaremos honrados em atendê-los e principalmente, apoiar o desenvolvimento dos seus negócios, através de projetos logísticos customizados.

   

OFFICES

    Brazil - Head Office (55 11) 5908-4050

    Florida Office +1 305 436-5141

    Vitória Office (55 27) 2122-1777

   maclogistic@maclogistic.com

CÂMBIO

       

As operações da Mac Logistic são regidas pelas Condições Gerais de Negócios registradas no 8º Cartório Oficial de Registro de Títulos e Documentos e Civil de Pessoa Jurídica da Comarca de São Paulo sob o número 1483284.