Head Office +55 11 5908 4050
Head Office +55 11 5908 4050 | ÁREA RESTRITA

Primeiros vagões do VLT devem chegar a Cuiabá nesta quarta

Primeiros vagões do VLT devem chegar a Cuiabá nesta quarta
05/11/2013

Caminhões deixaram porto de Santos e estão a caminho de Mato Grosso.

VLT será implantado em Cuiabá e Várzea Grande e terá 22 km de extensão.

Os primeiros vagões do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) devem chegar a Cuiabá nesta quarta-feira (06), de acordo com a Secretaria Extraordinária da Copa (Secopa). Três carretas que transportam a composição do VLT deixaram o porto de Santos (SP) no fim de outubro e estão a caminho de Mato Grosso. Cada carreta tem cerca de 100 metros de comprimento e viajam apenas durante o dia a uma velocidade média de 40 km/h. Ainda segundo a Secopa, os veículos usados no transporte do VLT têm monitoramento via satélite 24 horas por dia durante o trajeto, estimado em 1.800 quilômetros de Santos até Cuiabá.

O VLT foi fabricado em Bilbao, na Espanha, e transportado de navio até o porto de Santos. No dia 24 de outubro começou o descarregamento dos três vagões, que foram colocados em três caminhões. A composição deve chegar a Mato Grosso e em seguida será levada ao pátio de operações do VLT próximo ao Aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande.

Licitado pelo governo do estado com vistas à Copa do Mundo de 2014, o projeto do VLT custou  mais de R$ 1,4 bilhão.

Transporte

O Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) será implantado em duas linhas nas principais avenidas de Cuiabá e Várzea Grande. O primeiro trecho interligará o aeroporto até a região do Centro Político e Administrativo de Cuiabá, passando pelas avenidas João Ponce de Arruda, da FEB, XV de Novembro, Tenente Coronel Duarte (Prainha) e Historiador Rubens de Mendonça (do CPA). O segundo trecho vai do centro de Cuiabá até a região do bairro Tijucal passando pelas avenidas Fernando Corrêa da Costa e Coronel Escolástico. No total, serão 22 quilômetros de trilhos do VLT na Grande Cuiabá.

Ao longo do percurso serão instaladas 33 estações de embarque e desembarque, além de três terminais de integração localizados nas extremidades do trecho. No bairro Porto será erguida uma estação onde também poderá ser feita a integração com ônibus do transporte coletivo municipal.

O projeto do VLT prevê que 40 veículos trafeguem pelos trilhos, com sete módulos cada um, com capacidade para transportar até 400 pessoas por veículo.