Head Office +55 11 5908 4050
Head Office +55 11 5908 4050 | ÁREA RESTRITA

AEB divulga revisão da balança comercial em 2018

AEB divulga revisão da balança comercial em 2018
26/07/2018

A Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB) divulgou a revisão da balança comercial para o ano. A nova projeção mostra exportação de US$ 224,445 bilhões em 2018, aumento de 3,1% em relação aos US$ 217,750 bilhões efetivados em 2017 e importação de US$ 168,130 bilhões, elevação de 11,5% em relação aos US$ 150,749 bilhões registrados em 2017. Com isso, tem-se superávit de US$ 56,315 bilhões, queda de 15,9% em relação aos US$ 67,001 bilhões gerados em 2017.

A previsão anterior da AEB para 2018, divulgada em 14 de dezembro de 2017, apontava exportação de US$ 218,966 bilhões, importação de US$ 168,625 bilhões e superávit de US$ 50,341 bilhões.

De acordo com a entidade, a revisão das previsões para o comércio exterior em 2018 está sujeita a mudanças bruscas decorrente de impactos gerados pela guerra comercial envolvendo EUA, China e União Europeia, pela crise nuclear EUA x Irã, fatores com reflexos nas cotações e quantum das commodities, além da grave crise econômica, comercial e cambial Argentina, do reduzido crescimento do PIB brasileiro e da desvalorização do real.

O presidente da AEB, José Augusto de Castro, destaca que o crescimento nas exportações deve ocorrer pela forte elevação das cotações de petróleo no 1º semestre, expressiva quebra da safra de soja na Argentina, aumento dos preços de óleos combustíveis e vendas de plataformas de petróleo. Em contrapartida, o crescimento do PIB brasileiro também levará à expansão das importações.

As exportações brasileiras de manufaturados, segundo Castro, ficarão mais uma vez estagnadas, ou seja, será o quinto ano consecutivo.

A concentração nos três principais produtos de exportação crescerá ainda mais em 2018, com soja, petróleo e minério de ferro atingindo recorde de 30,5%, consolidando a elevada dependência das commodities nas exportações e no superávit comercial. .

A soja, pelo quarto ano consecutivo, será o principal produto de exportação do Brasil, agora com o petróleo na segunda posição e minério de ferro em terceiro. Até a terceira semana de julho foram embarcadas 54 milhões de toneladas de soja em grão, representando 76% das 71 milhões de toneladas previstas para embarque em 2018.

Fonte: Assessoria de Imprensa AEB via Aduaneiras