Head Office +55 11 5908 4050
Head Office +55 11 5908 4050 | ÁREA RESTRITA

Assinados contratos de TUPs em Paranaguá (PR) e Itacoatiara (AM)

Assinados contratos de TUPs em Paranaguá (PR) e Itacoatiara (AM)
15/08/2018

Os contratos de adesão para a implantação dos Terminais de Uso Privado (TUPs) do Novo Porto Terminais Multicargas e Logística Ltda., em Paranaguá, e do Terminal Portuário Novo Remanso, em Itacoatiara, no Amazonas, foram assinados.

O TUP de Paranaguá será um complexo portuário privado de 183 hectares destinado à movimentação de contêineres e gráneis. O projeto engloba um píer de atracação para sete berços privativos, pátio de contêineres, três berços para atracação de grandes navios, silos verticais para armazenamento de cereais e armazéns horizontais destinados a gráneis vegetais e minerais e tanques.

Para Rossana Cattalini, sócia do Novo Porto Terminais TPML, o novo terminal servirá como alternativa para os portos do Paraná na eficiência logística, além de retirar um fluxo intenso fluxo de caminhões dentro da cidade.

O investimento privado será de R$ 3,65 bilhões, ao longo de três anos. As obras devem ser iniciadas no fim do ano e estão previstos 2000 empregos na construção e 1700 na operação.

ITACOATIARA – Já o Terminal de Uso Privado de Novo Remanso, em Itacoatiara, será um complexo portuário privado destinado à movimentação de granéis (sólido e líquido) e carga geral. Sua localização vai permitir a integração com as bacias hidrográficas do Madeira e Tapajós. O prazo de duração das obras do empreendimento é de 27 meses.

Com área superior de um milhão de metros quadrados, o empreendimento prevê quatro terminais em três píeres: um deles de grãos, com capacidade de movimentação de cargas de três milhões por ano. A previsão é de que o terminal movimentará 5,8 milhões de toneladas por ano, a partir do 5º ano de implantação e 10,4 milhões do trigésimo ano.

Além disso, um terminal, dividido em dois armazéns de 4.500 metros quadrados cada, destinados à movimentação minérios e cargas gerais. Já o terminal de combustíveis terá inicialmente 12 tanques com capacidade total de 86 mil metros cúbicos. O investimento privado será de R$ 603 milhões. Estão previstos a criação de 426 empregos na construção e 880 na operação.

Para o diretor-presidente do TPNR, Aristarco de Paula Martins Neto, o novo terminal vai levar desenvolvimento econômico e social para o interior do Amazonas com o objetivo de consolidar o estado como o intermediário portuário para a exportação na região Norte.

A assinatura contou com a presença do ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Valter Casimiro, e diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), Mario Povia, além de representantes dos terminais.

Fonte: Ministério dos Transportes, Portos e Aviação via Brazil Modal

Foto: Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina – APPA